Ir para conteúdo
Igrejas
Igrejas

Igreja de Nossa Senhora dos Remédios

Não se sabe ao certo se esta igreja foi construída no séc. XVII. O ano de 1680, assinalado na verga superior da porta, não poderá referir-se à sua fundação, uma vez que segundo consta da Acta da Vereação de 5 de Janeiro de 1650, a ermida da Senhora dos Remédios estava necessitada de obras. Sabe-se também que foi afetada pelo terramoto de 1755.

 

 A igreja da Senhora dos Remédios fica situada junto ao cemitério de Castelo de Vide, no término da estrada da Mealhada.

 

O conjunto é constituído por três volumes: nave, capela-mor e sacristia. A nave é retangular, o teto é em abóbada de berço rebocada e caiada. Na parede Sul, a 2m de altura, ergue-se o púlpito de granito apoiado sobre uma coluna, e abre-se o arco triunfal de granito que comunica com a capela-mor.

 

A capela-mor é quadrangular, o teto é em cúpula semiesférica assente sobre pendentes de granito em forma de concha. A parte central da cúpula é furada e prolonga-se para o exterior por uma espécie de chaminé cilíndrica. Na parede Este ergue-se o altar em talha dourada.

 

O alçado principal é voltado a Oeste, termina em frontão de base reta e coroado por arco duplo, em cujo vértice tem uma cruz de pedra e nos da base elevam-se dois coruchéus de base quadrada e coroados de esferas. Ao centro rasga-se a porta principal, encimada por um frontão clássico em cujo tímpano está gravada a data de 1680. Sobre o vértice superior abre-se um nicho sem imagem. A base é uma cornija com duas pilastras, que terminam por capitéis onde assenta um arco, no qual está gravada a legenda: SALVÉ RAINHA. Este arco é coroado por uma cornija que tem a seguinte inscrição: AVÉ MARIA. Tem ainda um óculo para iluminação da nave.

 

Sofreu obras de restauro em 2020, tendo passado a ser capela mortuária.