Ir para conteúdo
Museus
Museus

Sinagoga

De quando data a sua fundação, não se sabe ao certo. Já no séc. XIV existia uma judiaria em Castelo de Vide, que era constituída por um conjunto de casas, junto à porta principal do Castelo.

 

O edifício considerado Sinagoga está situado na Rua da Judiaria / Rua da Fonte e orienta-se no sentido Este / Oeste. Todo o conjunto é constituído por um só volume, com dois pisos. É vulgarmente designada “Sinagoga”, mas com o nome apropriado de “BEIT-HÁ-MIDRASCH-SEFARDIN”. É entendida como o edifício onde se reunia a comunidade judaica que habitou em Castelo de Vide até ao séc. XV.

 

Apresenta três portas em ogiva, que arrancam de impostas com arestas vivas, toros e caneluras. Na porta de acesso à sala onde se encontra “Aron Há Kodesh ou Ehal” existe uma ranhura no canto superior direito, denominada “mesusah” – palavra em hebraico que significa “ombreira da porta”, onde era colocado um pequeno rolo com a oração “Shema Israel”, considerada uma oração de referência para os judeus. O “Aron Há Kodesh”, virado a oriente, consiste numa estrutura com dois níveis: na parte superior seriam guardados os Livros Sagrados, no nível inferior, as respetivas cavidades destinadas aos três elementos com muito significado para os judeus: “Água, Azeite e Vinho”. Do lado esquerdo da estrutura tem-se uma mísula, onde se apoiariam as sagradas escrituras, e em cuja base estão implantadas as sete bolas que representam os dias da semana: “Seis dias em que Deus criou o mundo e ao sétimo, o descanso da obra”.

 

A Sinagoga foi adquirida pela Câmara Municipal de Castelo de Vide, na sequência de obras de recuperação do edifício por parte de um particular, em que surgiu o “Aron Há Kodesh”. Depois de escavações arqueológicas realizadas no edifício, e da preparação de uma narrativa museológica, o edifício abriu como núcleo museológico em abril de 2009.  A visita ao espaço permite ao visitante conhecer as vivências da comunidade judaica que aqui viveu e os contributos dados para o desenvolvimento da vila, bem como destaque para Garcia d'Orta, a diáspora e a herança judaica.

 

Conteúdos Expositivos 

  • Sinagoga Medieval;
  • O Bairro Judeu de Castelo de Vide;
  • Os Judeus de Castelo de Vide e a Diáspora,
  • As celebrações anuais e os rituais diários;
  • Em memória dos Castelo-Videnses vítimas da Inquisição;
  • Sala Polivalente.

 

Serviços 

  • Receção a visitantes - individuais ou inseridos em grupos; explicação dos conteúdos expositivos e prestação de outras informações para visitas guiadas ao Centro Histórico de Castelo de Vide, onde se insere a Judiaria.

 

Horário:

 

Verão (1 de Junho a 30 de setembro): 09h00-12h45 /15h00-17h45 (fechado à segunda-feira e nos seguintes feriados de 2022: 17 e 18 de abril, 1 de maio, 15 de agosto, 5 de outubro, 1, 8 e 25 de dezembro)

 

Inverno (1 de outubro a 31 de maio): 09h00-12h45 /14h00-16h45 (fechado à segunda-feira e nos seguintes feriados de 2022: 17 e 18 de abril, 1 de maio, 15 de agosto, 5 de outubro, 1, 8 e 25 de dezembro)